Índice

• Prefácio
• Introdução

PARTE I

• Mais um reality show inJustus
• Eu, etiqueta
• Mãos ao alto: SIM ou NÃO?
• Agência de propaganda, e não casa da sogra
• Propaganda funciona SIM, mas quem ganhou foi o NÃO
• Previsões astro (mercado) lógicas para a publicidade
• A profissionalização dos clientes
• Publicitário diplomado
• Publicidade feijão com arroz
• Publicidade, arte?
• Propaganda enlatada
• A César o que é de César
• O plágio retroativo
• Querer é poder?
• Criação: comércio ou indústria?
• A geveização da comunicação
• Super Nanny para clientes
• Criação e Atendimento, uma relação passional
• Eu prometo!
• A democratização da mídia
• Nada substitui o talento
• O Trash-for-cash
• Big Brother, quem realmente paga a conta?

PARTE II

• As variáveis linguísticas no texto publicitário: um mecanismo de persuasão
• Anúncio publicitário: um gênero que se transfigura em outros gêneros
• A produção de sentidos nas imagens de anúncios publicitários: uma leitura da escrita icônica
• A construção do sentido na publicidade na perspectiva das teorias da estética da recepção
• Intertextualidade na publicidade: o já dito, dito de uma maneira criativa

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário




Apoio

Apoio Apoio Apoio Apoio Apoio Apoio Apoio Apoio Apoio Apoio Apoio